Novo ataque de Ransomware faz vítimas no Brasil

O Brasil já começou a ser afetado pelo terceiro ciberataque mundial de ransomware, chamado de BadRabbit. O malware que bloqueia dados dos computadores começou na Ucrânia e a Rússia nesta terça-feira, 24, causando atrasos no aeroporto ucraniano de Odessa e afetando vários meios de comunicação na Rússia, incluindo a agência de notícias Interfax. Segundo a Kaspersky, fabricante russa de antivírus, o nome aparece em um site da darknet vinculado ao vírus com uma nota de pedido de resgate em bitcoin (comum em casos de ransom). Este é um ataque que funciona em computadores Windows.

Os criminosos por trás do ataque Bad Rabbit exigem 0,05 bitcoin como resgate — o que é cerca de US$ 280 na taxa de câmbio atual da criptomoeda. Assim como em outros casos, o vírus usa um contador regressivo para pressionar a vítima a pagar pelo resgate o quanto antes. Não há garantias, porém, de que ao pagar a quantia pedida em bitcoin, os hackers vão liberar os seus dados no PC.

No Brasil, empresas do setor de comunicação e de outras áreas alertaram para presença do ransomware na manhã desta quarta-feira, 25. Segundo análise da Kaspersky, o ataque não usa explorações (exploits). É um drive-by attack: as vítimas baixam um falso instalador Adobe Flash Player de sites infectados e iniciam manualmente o arquivo .exe, infectando os seus PCs.

Ou seja, se você entrar em algum site que solicite a atualização do Flash para ver um vídeo ou ter acesso a algum conteúdo, não a faça via pop-ups do próprio site. Você pode descobrir se está utilizando a versão mais recente no próprio site da Adobe e obter o download seguro e original do Flash caso seja necessário seu uso.

Ao clicar no botão “Instalar”, o download de um arquivo executável é iniciado. Este arquivo, encontrado como install_flash_player.exe, é que causa o bloqueio dos seus dados na máquina.

Diário do Poder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *